%PDF-1.3 3 0 obj <> endobj 4 0 obj <> stream xXnH+j1 $̈(Rd2tƍeS"KR$K" f|2z՜{)SmgcKsoU$l$_˿"ө8_Ϣ$XLq?a.D6]Los) %^ϟ?B?Z5V6]cE2ޛ-A8e[k~4[ɔ< ?q,N,{b` /TKrOAn`i(>`D&8 譬 S ʩBFV[iHPB˭u! 50by&f֚mN l"Tj[*ĸ<֫<ϓ(G}Rď8'"GY+mFS<:v,RvVRՒn d/ˍ0XQH'NaŀD2*NO(>uBrbXTO^5-%F,v d~m)M+y&~ז>k`.CSm{ ႲYxegazh4BתKԨ6YJ7&L|e݉0ySD=O{*׈HqB $2-F.uʤ+ C-Cb3_[J.epVևtWK7 KTV;ɢbj*,Ş_ub3X!OT2ZR( 7 DB~s{$btE\Q-=߶X>0M(Nr#)M 9 ehZ5ްWT8049кO-~#Y\ZR%:V#R1YkjrdyiȖOIl`fx;c(_@ذ_維+ʃUc^B.lRPXcJƍ! ^Q&p{0 P2ԋ5q, ;XjcZ`J2',]ذ*-9#T/կW+jz eЈui$<+D|} ?M$BALgq=[-)2d'It#uF'NqIVxF19 2ݐ@Z`a lA<~/o4Klm)F>:V(grG@YNPV`?)dUGXNϐ0J )N (VsHv _Lj >xrC}j"y5_L㙑<5S'P>=M4J-^maG2iv[=s&e6GR\UK% τWgg4i rM ;j8#]^^jV]2T8!Z2gXgЎq0oLgqP )a>9ۤp4JQk[M1ԊΆGrq~F*}A&$rf} R$oR޹$e ~G}d씏]a);\fTC.ZwK1Y]#U#+u i&ݡ4yw_z { ʋEa7 pN-903reO4\$"7/*<+bă@ 5Q^Ls/t^rko蒇idV(LC9 1ʏcfh&HT5$͠PGXVz  endstream endobj 5 0 obj <>>><>>><>>><>>>] /Contents 6 0 R>> endobj 6 0 obj <> stream xWnF+.$Hy̗$)&]6#rDAr!)>> hE‹%9mQ9{ιwF}s1{6ݗ>0nOzn xd0k =-TnX~?*$=JػJ<,{9;0]'3kTB9bjѮ"Q'qXE3z " ~ 0tG(*Q,hC/A~yz%р\j4A[?pI܏^I3Uij3f-qԉ!..]'9Zz+qhvG0݋wސ3'0ɶ0_}6Y {][uÙGl9>~I$F~?peT*M%Gi>F;h ȇY>'k:͎(urr"y|I-Y!"̮sjF, -fX]ʇi2]<~SE6;ǎ9 a{YEqPH?ו翳\af{g4]ܴ(Oj{j+P++C| [ endstream endobj 1 0 obj <> endobj 7 0 obj <> stream x]Rn0>L%DI8~%E*rﻻvҪHXgvVk?/Ῑ`][x5 3\zP}POjJݍ^x6/f|4}z}@,ۖ-˺Eu^,< Z_K IQYdCK_%q8>!J"V!2&bGģ%r"HD\}2EL1nhje"a*H:d9c[X1~"3gÑ;O> endobj 9 0 obj <> endobj 10 0 obj <> endobj 2 0 obj << /ProcSet [/PDF /Text /ImageB /ImageC /ImageI] /Font << /F1 8 0 R /F2 9 0 R /F3 10 0 R >> /XObject << >> >> endobj 11 0 obj << /Producer (FPDF 1.81) /CreationDate (D:20200330040723) >> endobj 12 0 obj << /Type /Catalog /Pages 1 0 R >> endobj xref 0 13 0000000000 65535 f 0000004990 00000 n 0000005870 00000 n 0000000009 00000 n 0000000087 00000 n 0000002683 00000 n 0000003325 00000 n 0000005083 00000 n 0000005517 00000 n 0000005630 00000 n 0000005751 00000 n 0000005995 00000 n 0000006072 00000 n trailer << /Size 13 /Root 12 0 R /Info 11 0 R >> startxref 6122 %%EOF Randon apresenta estamparia 4.0 e aumenta capacidade produtiva para 130 implementos/dia | Mecânica de Comunicação Estratégica
Randon apresenta estamparia 4.0 e aumenta capacidade produtiva para 130 implementos/dia

PRESS RELEASE

RANDON APRESENTA ESTAMPARIA 4.0 E AUMENTA CAPACIDADE PRODUTIVA PARA 130 IMPLEMENTOS/DIA

Sistema de armazenamento integrado automatizado é o maior das Américas

A Randon Implementos acaba de aumentar a capacidade e produtividade da planta instalada no bairro Interlagos, em Caxias do Sul (RS). E o fez sem aumento da área construída no complexo industrial. Com otimização de recursos de alta tecnologia e conceito de indústria 4.0, ocupando o mesmo espaço físico, a empresa agora está habilitada a fabricar até 130 implementos por dia, considerando a sinergia e as melhorias também realizadas nas demais unidades industriais do país. A média anterior de 100 produtos/dia foi elevada também por conta de outras providências, como o sistema de pintura e-coat acrílico de peças, da segunda linha de montagem e pintura em Araraquara, da linha adicional de basculantes em Caxias do Sul e da nova linha de furgão carga geral com tecnologia clinch dos painéis em Chapecó.

A grande inovação, o avançado sistema de armazenamento automático e corte integrado das chapas de aço, responsável pelo novo salto de competitividade e produtividade na trajetória da Companhia, foi apresentada nesta terça-feira (28/01) na presença de representantes da Diretoria das Empresas Randon, funcionários e toda a Rede de Distribuidores Randon. Também estiveram presentes executivos da Trumpf, fornecedora alemã. O sistema implantado é um dos maior das Américas e está entre os maiores do mundo em tamanho de warehouse já instalado por essa empresa.

O projeto é considerado único dentro do grande plano global da Randon Implementos de ampliação de capacidade – iniciado em 2018 e com conclusão em 2020. Somente na estamparia, o investimento aproxima-se dos R$ 30 milhões. A reorganização interna resultou em um layout otimizado e mais funcional, priorizando o fluxo produtivo, com maior facilidade de gerenciamento e prevenção de distúrbios. A projeção é de que 90% da produção passará pelo novo sistema.

“Um dos maiores desafios para o crescimento da empresa era a disponibilidade de espaço físico para expansão. Conseguimos transpor esta barreira investindo em sistemas inovadoras, com tecnologias inteligentes e ainda maior qualificação da força de trabalho. No mesmo espaço físico de antes contamos agora com um sistema que nos torna três vezes mais rápidos, ou seja, ampliamos a nossa produtividade. E ainda fomos capazes de deixar mais área livre para futuras ampliações”, descreve o COO da Divisão Montadora das Empresas Randon, Alexandre Gazzi.

O novo warehouse dispõe de 815 posições de estocagem e mais 17 estações de processamento, com uma capacidade de trabalho que chega a 280 toneladas por dia, em 2,5 mil m2 de área.

Logística – Uma nova configuração de equipamentos explica porque a mudança no desenho interno da fábrica se assemelha ao de uma casa que passou por reformas e abriu espaços onde antes parecia não existir. Serão acopladas ao sistema quatro novas máquinas de corte a laser com fibra ótica e a previsão é de terminar o ano com mais uma em operação. No geral, as máquinas foram reduzidas de 51 para 28. Com a nova tecnologia, os novos equipamentos a laser devem operar com média superior a 85% de eficiência. O que só é possível a partir da alimentação e armazenagem automáticas, com comunicação e inteligência entre as próprias máquinas – leia-se, indústria 4.0.

“Em uma faixa de 200 metros resolveremos toda fabricação de peças da Randon Implementos. O novo warehouse comporta material para cerca de uma semana de produção. A montagem modular nos permite crescer ainda mais, conforme a necessidade. Mas não é só isso. O sistema oferece municiamento de dados, monitoramento em tempo real, gerenciamento de estoque e integração entre as máquinas. A Randon Implementos, assim, passa a trabalhar com uma fábrica mais inteligente, mais eficiente, com fluxo otimizado e maior possibilidade de ampliação. Foram dois anos ‘jogando xadrez’ internamente para chegarmos a essa condição”, revela o Diretor de Inovação e Tecnologia da Randon Implementos, Sandro Trentin.

Produtividade e empregos – Um dos fatores decisivos na implantação dessa solução foram os menores custos operacionais comparativos e pelos reflexos positivos no aspecto ambiental, o que atende a política de sustentabilidade das Empresas Randon. O processo Highspeed Eco faz com que as máquinas economizem cerca de 30% de gás durante o corte a laser. Com o uso de um bico especialmente desenvolvido e dependendo do material, a redução pode chegar a 70%. No geral, são menos máquinas gerando menor impacto e com produtividade ampliada.

Mais disruptivo do que qualquer nova tecnologia, entretanto, é o conceito de valorização dos recursos humanos com que a Companhia está trabalhando. Mesmo diante de um robusto sistema automatizado de última geração e elevada produtividade, a intenção é de manter os atuais postos de trabalho.

“O que muda é que as pessoas passarão a executar tarefas mais nobres, com maior qualificação, maior produtividade e muito menores riscos. Todo o treinamento interno já foi cumprido e a equipe está pronta para trabalhar com o novo sistema. Queremos fazer mais com o mesmo time. Sem perder ninguém. Este é o objetivo”, sentencia Trentin.

 

fróes, berlato associadas

Coordenação/Porto Alegre: Gladis Berlato: gladis@froesberlato.com.br (51-3388.6848)
Em Caxias do Sul:  Gabriel de Aguiar Izidoro: gabriel.aguiar.izidoro@gmail.com: (54-99118.3877)
Em São Paulo: Mecânica Comunicação Estratégica: noemi@meccanica.com.br (11-3259.1719)
www.froesberlato.com.br

###

Para mais informações sobre este release, por favor ligue para Mecânica De Comunicação Estratégica no telefone (11) 3259-6688/1719 ou pelo e-mail meccanica@meccanica.com.br

SãO PAULO -

Contato de Imprensa

  • Mecânica de Comunicação Estratégica
  • (11) 3259-6688/1719